Rio de Janeiro gerou 10.944 empregos em abril

21 maio, 2014 às 18:00 por Fernando LOBO

Em abril de 2014, segundo os dados do CAGED, foram gerados 10.944 empregos celetistas, equivalente à expansão de 0,28% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Tal crescimento deveu-se ao principalmente à geração de empregos nos setores de Serviços (+5.507 postos), do Comércio (+3.030 postos) e da Indústria de Transformação (+1.315 postos).

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos quatro primeiros meses do corrente ano houve acréscimo de 14.181 postos (+0,37%).

Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses verificou-se elevação de 2,19% no nível de emprego ou +83.016 postos de trabalho.

Evolução do emprego formal sem ajuste no Rio de Janeiro
Período: 2003 a 2014

Comportamento do emprego segundo Setores de Atividade Econômica:


A Região Metropolitana do Rio de Janeiro registrou expansão de 7.365 empregos formais (+0,25%).

MTE

20 visitantes leram este post

País gerou 105.384 empregos em abril

21 maio, 2014 às 17:43 por Fernando LOBO

No período de janeiro de 2011 a abril de 2014 já são quase cinco milhões de postos formais de trabalho gerados


De acordo com dados do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, foram gerados em abril 105.384 empregos formais no país, representando um crescimento de 0,26%, em relação ao estoque do mês anterior. O resultado mantém a trajetória ascendente do emprego, ainda que tenha havido uma redução no ritmo de expansão em relação aos saldos de abril dos anos anteriores.

Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, que anunciou os números do cadastro em abril, “o País vem mantendo um nível positivo na geração de empregos e não há nenhum indicativo de que essa tendência se reverta nos próximos meses, principalmente nos meses de maio e junho quando será realizada a Copa do Mundo”, ressaltou.

Para ministro, tendência de crescimento no emprego formal continua nos próximos meses
Foto: Renato Alves/MTE

Ele destacou que no acumulado dos quatro meses do ano foram gerados 458.145 postos de trabalho formais e nos últimos doze meses, o aumento alcançou 884.976 postos, um crescimento de 1,13% e 2,20 %  respectivamente.

No período de janeiro de 2011 a abril de 2014, considerando os vínculos estatutários e celetistas da RAIS, adicionados ao saldo do CAGED 2013 e 2014, já são quase cinco milhões de postos de trabalho (4.959.039 postos) gerados, um crescimento de 11,25% sobre o estoque de dezembro de 2010.

Em nível setorial, os dados mostram que em sete dos oitos setores da economia tiveram aumento no contingente de assalariados com carteira assinada, com destaque para os Serviços (+68.876 postos), seguido do Comércio (+16.569 postos) e da Agricultura (+14.052 postos). O único setor que registrou declínio no saldo de emprego foi a Indústria de Transformação, com a perda de 3.427 postos de trabalho.

 

No recorte geográfico, verificou-se expansão do nível de emprego em quatro das cinco  grandes regiões, com desempenhos positivos no Sudeste (+75.283) postos ou + 0,35%, com destaque para São Paulo (+ 44.374 postos), que liderou a geração de postos de trabalho no País, seguido de Minas Gerais (+15.133 postos) e Rio de Janeiro (+ 10.944 postos) e na região Sul que gerou 27.723 postos ou +0,37%. O Nordeste , em razão da influência de fatores sazonais, relacionados ao complexo sucroalcooleiro, registrou redução de 15.792 postos ou -0,24%, no emprego em abril.

MTE

24 visitantes leram este post

MPF denuncia 14 pessoas por fraudes em convênios com Ministério do Trabalho

16 janeiro, 2014 às 20:32 por Fernando LOBO

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou à Justiça Federal 14 pessoas por participação em um esquema de desvio de recursos públicos de dois convênios do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O esquema, que envolvia a organização não governamental (ONG) Centro de Apoio ao Trabalhador (Ceat), foi desbaratado em setembro de 2013 durante a Operação Pronto Emprego. A ação penal corre em segredo de Justiça.

Entre os anos de 2009 e 2013, segundo a Polícia Federal, foram comprovadas irregularidades no repasse de R$ 47,5 milhões para a ONG. A entidade recebia os recursos do ministério, por meio dos convênios, para criar centros públicos de emprego e qualificação de trabalhadores. No entanto, com o dinheiro recebido, a ONG contratava – por meio de cotações irregulares – empresas de propriedade do próprio responsável pela ONG. As empresas não executavam os serviços contratados.

De acordo com o MPF, entre os denunciados está a presidente do Ceat, que não teve o nome revelado, denunciada pelo crime de corrupção ativa. Ela é acusada de oferecer vantagem indevida a um assessor da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego do MTE para que fosse emitido parecer favorável a aditivos nos convênios. O assessor, que recebeu propina, também foi denunciado por corrupção passiva, tráfico de influência e advocacia administrativa. Os bens da quadrilha foram bloqueados para o ressarcimento ao erário.

O Ceat é uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip) que atua na intermediação de mão de obra do sistema público federal de empregos e tem dez unidades de atendimento ao trabalhador, sete na cidade de São Paulo e três no Rio de Janeiro.

Agência Brasil

16 visitantes leram este post

Seguro-desemprego passará a ser pago com identificação biométrica até 2015

23 dezembro, 2013 às 18:49 por Fernando LOBO

Os saques do seguro-desemprego passarão a ser feitos, até o final de 2015, por meio da identificação biométrica do beneficiário. O prazo consta de resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), publicada hoje (23) no Diário Oficial da União.

De acordo com o Ministério do Trabalho, a novidade tem como objetivo reduzir fraudes e aumentar a segurança no pagamento. Segundo a resolução, a identificação biométrica será exigida apenas no recebimento do seguro-desemprego em dinheiro vivo.

A resolução faz parte de um pacote de medidas adotado para equilibrar o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que registrou déficit nominal de R$ 222,3 milhões de janeiro a agosto deste ano, contra lucro de R$ 179,9 milhões no mesmo período de 2012. O rombo considera a parcela do FAT que financia o capital do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Outra resolução, também publicada hoje, busca o aumento de receitas, a redução de despesas e a melhoria da gestão do FAT. O Codefat pediu ao Tesouro Nacional que restitua ao FAT os valores que deixou de receber do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) por causa de desonerações tributárias. Pelo pedido, o Tesouro também terá de cobrir o pagamento de beneficiários sem vínculo empregatício.

A resolução propõe ainda que as empresas com índice de rotatividade da força de trabalho acima da média para o setor paguem uma contribuição adicional ao FAT. A medida tem como objetivo desestimular que empresas demitam funcionários e os contratem novamente depois de cinco meses. Nesse período, os empregados recebem o seguro-desemprego.

A redução das despesas com o seguro-desemprego e com o abono salarial é uma das prioridades da equipe econômica para o próximo ano. No fim de outubro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou que o governo estuda obrigar os beneficiários do seguro-desemprego a passar por cursos de qualificação. Atualmente, a exigência só vale para o segundo pedido do benefício num período de dez anos.

Formado pela arrecadação do PIS/Pasep, o FAT tem duas destinações. Uma parcela de 60% financia o pagamento do seguro-desemprego, do abono salarial para quem ganha até dois salários mínimos e programas de qualificação profissional. Os 40% restantes são repassados ao BNDES, que fornece empréstimos subsidiados a empresários para estimular o desenvolvimento da economia.

Edição: Talita Cavalcante//Matéria alterada às 18h38 para corrigir informação. Diferentemente do que o texto informava, a biometria valerá apenas no recebimento do seguro-desemprego em dinheiro vivo e não nos casos de saque da conta bancária.

Agência Brasil

22 visitantes leram este post

Caged registra 94.893 novos postos em outubro

21 novembro, 2013 às 17:42 por Fernando LOBO

Dados do Ministério do Trabalho mostram aumento de 0,23% no número de empregos formais em relação a setembro, com geração de 94 mil postos de trabalho

O número de empregos formais registrados no mês de outubro cresceu 0,23% em comparação com o mês de setembro deste ano, segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), nesta quinta-feira (21). De acordo com o Ministério do Trabalho, foram 94.893 empregos gerados neste período, o que aponta um maior dinamismo no mercado de trabalho formal.

O total de admissões no mês de outubro de 2013 atingiu 1.841.106 e o de desligamentos alcançou 1.746.213, ambos os maiores para o período. No acumulado do ano, o emprego cresceu 3,70%, representando o acréscimo de 1.464.457 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 1.036.889 postos de trabalho, correspondendo à elevação de 2,59%.

O desempenho favorável do mês de outubro é explicado pela expansão de seis, dos outros setores de atividades econômicas, com cinco deles evidenciando saldos superiores frente a outubro de 2012, Os principais setores responsáveis pela geração de empregos em outubro foram Comércio (52.178), Serviços (32.071) e Indústria de Transformações (33.474), este último com destaque por ter apresentado o melhor resultado dos últimos três anos. No setor da Agricultura, por motivos sazonais, houve uma perda de 22.734 postos e a Construção Civil registrou uma redução de 2.152 postos.

Em termos geográficos, todas as grandes regiões do país expandiram o nível de emprego, com quatro apontando para dados superiores ao verificados no mesmo período de 2012. No Nordeste foram gerados 40.334 postos, com destaque para o terceiro maior saldo para o período. Na região Sul foram 29.793 postos, no Sudeste 15.789, no Centro-Oeste 1.666 (melhor resultado da região nos últimos três anos) e no Norte com 1.590 postos.

Na análise por estados Alagoas apresentou um aumento de 4.65% em relação ao mês de setembro, com a geração de 15.953 postos de trabalho. Em seguida estão os estados de São Paulo, com 12.854 postos e Santa Catarina, com 12.050 postos.

Entre as vinte e sete Unidades da Federação, vinte e uma delas elevaram o nível de emprego, com três registrando recorde, cinco apontando o segundo maior saldo e uma registrando o terceiro melhor desempenho. Os destaques positivos foram: Alagoas, com 15.953 postos saldo recorde, devido às atividade relacionadas ao complexo sucroalcooleiro, São Paulo: +12.854 postos e Santa Catarina: 12.050 postos, saldo maior que o verificado em outubro de 2012 (8.969 postos).

Além de Alagoas, os dois estados que mostraram desempenho recorde para o período foram: Sergipe 4.993 postos e Mato Grosso: 1.049 postos. Os principais estados que obtiveram o segundo melhor resultado para o mês de outubro foram: Ceará (6.789 postos), Maranhão (3.563 postos), Piauí (2.604 postos), Mato Grosso do Sul (2.302 postos ) e Tocantins (795 postos ). O estado que obteve o terceiro melhor resultado foi o Amazonas (4.440 postos) .

De 2011 a outubro de 2013 o Ministério do Trabalho já registrou mais de 4,854 milhões de postos de emprego.

MTE

15 visitantes leram este post

Geração de empregos formais cai pela metade de 2011 para 2012

11 outubro, 2013 às 12:34 por Fernando LOBO

 

A geração de empregos formais caiu pela metade de 2011 para 2012. No ano passado, foram criados cerca de 1,1 milhão de postos de trabalho – tanto em regime de carteira assinada quanto no serviço público. No período anterior, foram aproximadamente 2,2 milhões. O resultado de 2012 foi ainda pior se comparado ao de 2010, quando foram criados 2,8 milhões de empregos. Os dados são da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) 2012, divulgada hoje (11) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Em 2012, o emprego formal com carteira assinada teve crescimento de 3,46%, com a criação de 1,3 milhão de postos. No serviço público, sob o regime estatutário, houve declínio de 1,76% dos vínculos empregatícios, com o fechamento de mais de 152 mil postos.

“Tal comportamento mantém a trajetória de crescimento do emprego ininterrupta, apontando uma perda de dinamismo, já detectada no ano de 2011. Tanto o emprego celetista quanto o estatutário evidenciaram comportamento mais desfavorável comparativamente ao ano anterior, dando continuidade ao processo de desaceleração ocorrido naquele ano”, informou o ministério em nota.

Para a pasta, o fechamento de postos no serviço público se deve ao declínio de contratações de servidores não efetivos, ao desaquecimento do mercado de trabalho e à dinâmica eleitoral, especialmente na administração pública municipal.

O ministério destacou que, apesar da perda de dinamismo na criação de postos de trabalho formais, indicada pela Rais de 2012, houve a manutenção das baixas taxas de desemprego. No ano passado, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego atingiu 5,5% – o menor índice anual da série histórica, que começou em 2002.

Em 2012, a taxa de crescimento do emprego foi maior do que a do Produto Interno Bruto (PIB), assim como foi verificado em 2011. No ano passado, o PIB registrou crescimento de 0,9%, enquanto os postos de trabalho formais aumentaram 2,48% – o que, de acordo com o Ministério do Trabalho, é “amplamente favorável”. Em 2011, o PIB cresceu 2,7% e o emprego, 5,09%.

A Rais é um registro das declarações anuais e obrigatórias de todos os estabelecimentos existentes no país. Gerenciados pelo Ministério de Trabalho e Emprego, os dados são as principais fontes de informações sobre o mercado de trabalho formal brasileiro, sendo usados pelo governo na elaboração de políticas públicas.

Agência Brasil

13 visitantes leram este post

Ministério do Trabalho suspende por 30 dias repasse de recursos a programas da pasta

14 setembro, 2013 às 20:22 por Fernando LOBO

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, informou neste sábado (14) que foi suspenso por 30 dias o repasse de recursos para convênios da pasta, até que sejam concluídos os levantamentos que identificarão a situação de cada contrato. A medida foi anunciada após longa reunião do ministro com equipe de técnicos, assessores e secretários, em Brasília.

“Vamos verificar [os convênios] um por um e cancelar de imediato os convênios de qualificação firmados e não iniciados”, disse o ministro. Manoel Dias anunciou também novas modalidades de repasse de recursos para a execução das políticas de trabalho e emprego, em substituição aos atuais convênios do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e da Economia Solidária.

Conforme nota divulgada no fim da tarde pelo ministério, as ações de qualificação previstas nos programas ProJovem Trabalhador e Plano Nacional de Qualificação passarão a ser executadas sob nova modalidade do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, denominada Pronatec Trabalhador, em estreita parceria com o Ministério da Educação.

A nota destaca, entre as novidades do Pronatec Trabalhador, a delimitação da oferta de vagas de cursos de qualificação em ocupações demandadas pelo mercado de trabalho; a qualificação profissional dos trabalhadores atendidos na rede Sine, especialmente os beneficiários do seguro-desemprego e pessoas com deficiência; a oferta em cursos alinhados aos contratos de aprendizagem profissional; a qualificação de jovens atualmente beneficiários do ProJovem Trabalhador; a intermediação e inserção no mundo do trabalho e a certificação profissional como reconhecimento do saber adquirido pelo trabalhador.

Segundo a assessoria de imprensa, durante todo o sábado, técnicos e dirigentes do ministério analisaram informações de relatórios gerenciais dos sistemas de acompanhamentos dos convênios firmados pela pasta. Dados oficiais indicam a existência de 408 convênios ativos, que somam investimentos de R$ 836,7 milhões, dos quais R$ 658,3 milhões referem-se a convênios firmados com entes da Federação e R$ 178,4 milhões diretamente com entidades privadas sem fins lucrativos ou universidades.

Quanto à Operação Esopo, da Polícia Federal, o Ministério do Trabalho diz que os convênios firmados com o Instituto Mundial de Desenvolvimento e Cidadania (IMDC) tiveram os pagamentos suspensos em maio de 2011 e encontram-se em análise de prestação de contas. Sobre os contratos do instituto com estados e municípios para ações de qualificação profissional, a assessoria de imprensa informou que cabem a estes os procedimentos de licitação e contratação e destacou que o ministério recomenda a imediata suspensão de pagamentos à instituição.

Agência Brasil

16 visitantes leram este post

País gera 123.836 empregos com carteira assinada em junho

23 julho, 2013 às 17:47 por Fernando LOBO

Dados do Caged demonstram expansão de 0,31% no nível de emprego no mês de junho e de 2,09% no primeiro semestre

Os dados do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged) demonstram que no mês de junho de 2013, o país gerou 123.836 empregos com carteira assinada, o que representou um crescimento de 0,31% em relação ao estoque do mês anterior. No ano o total acumulado de empregos foi de 826.168 postos de trabalho, uma expansão de 2,09% no nível de emprego.

No período entre janeiro de 2011 a junho de 2013 já foi criado um total de 4.428.220 empregos, um crescimento de 10,05%. Nos últimos 12 meses, foram abertas 1.016.432 vagas, correspondendo à elevação de 2,58% no nível de emprego

Para o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, o resultado do mês mantém a tendência de crescimento do emprego, visto que a geração de vagas no mês supera ligeiramente o registrado em junho do ano passado e o número de empregos do maio desse ano, quando foram geradas 72.028 vagas formais. “Foi um bom resultado para o mês, se considerarmos as condições do emprego no atual momento. A expectativa é que esse comportamento seja a continuidade da trajetória de crescimento”, afirmou.

Expansão – O comportamento do mês de junho originou-se da expansão de todos os oito setores de atividade econômica. O total de admissões no mês foi de 1.772.194, o segundo maior para o mês e o de desligamentos atingiu 1.648.358, o maior para o período

Em termos setoriais, merece destaque a Agricultura com geração de 59.019 postos, e o setor Serviços com geração de 44.022 postos, saldo superior à média de 2003 a 2012, quando foram gerados 42.706 postos, mostrando uma reação, se comparado com os resultados do mesmo mês do ano anterior (+30.141 postos) e com relação ao mês de maio de 2013, quando foram gerados 21.154 empregos formais.

O recorte geográfico mostra que todas as grandes regiões elevaram o nível de emprego, com destaque para o Sudeste (+68.826), seguido do Nordeste (+20.561), Centro Oeste (+16.007), Sul (+14.101) e Norte (+4.341). Dentre as 27 Unidades da Federação os destaques positivos couberam aos estados de São Paulo, com 33.896 postos gerados, Minas Gerais, com 28.064 postos e Ceará que gerou 11.126 postos. As maiores reduções de empregos ocorreram em Alagoas (-982 postos), devido principalmente ao desempenho negativo da Construção Civil, que perdeu 841 postos de trabalho e da Indústria de Produtos Alimentícios com redução de 769 empregos no mês.

Salário de Admissão – No primeiro semestre de 2013 os salários de admissão apresentaram um aumento real de 1,70%, passando de um valor de R$ 1.072,33 em 2012 para R$ 1. 090,52 em 2013. Este resultado dá continuidade à tendência de crescimento verificada nos últimos anos. Numa análise por gênero verificou-se que o salário médio de admissão dos homens apontou um aumento de 1,94%, percentual superior ao obtido pelas mulheres, que foi de 1,50%.

MTE

39 visitantes leram este post

Centrais e MST convocam dia nacional de luta, greves e paralisações em 11 de julho

25 junho, 2013 às 17:40 por Fernando LOBO

Presidente da CSB destaca importância da reconstrução da unidade das centrais para lutar por melhorias efetivas para o povo

Centrais e MST convocam dia nacional de luta, greves e paralisações em 11 de julho

Reunidas na manhã desta terça-feira (25), as centrais sindicais (CSB, CUT, CTB, Força, UGT, CSP/Conlutas, CGTB e NCST) e o MST decidiram organizar atos conjuntos – do movimento sindical e social – no próximo dia 11 de julho para cobrar a implementação da pauta trabalhista que defende a redução da jornada de trabalho, o fim do fator previdenciário, a regulamentação da terceirização, a reforma agrária e mais investimentos nos serviços públicos.

Esta foi a primeira reunião unificada de todas as centrais sindicais existentes no país desde o governo Lula. Além do calendário de manifestações, os dirigentes sindicais discutiram a pauta conjunta que será apresentada durante a reunião com a Presidenta Dilma Rousseff, amanhã, às 9h30, no Palácio do Planalto.

“Atualmente existe um movimento nítido da direita de usurpar o comando das manifestações populares que ocorreram no país, que são fruto da insatisfação latente do povo com a falta de respostas concretas das instituições públicas em todos os níveis. Temos agora que canalizar esta energia para que o Brasil avance efetivamente com a redução da jornada, com investimento de 10% do PIB em educação, com a melhoria do sistema de transporte coletivo, da saúde pública, com a regulamentação da terceirização, com o fim do fator previdenciário, entre outros pontos”, disse Antonio Neto.

Ao fazer uma análise da situação do país, o presidente acrescentou que a falta de diálogo do governo com o movimento social contribuiu com o quadro atual. “Sejamos francos, o governo federal contribuiu em demasia para esta situação. Errou muito na articulação política, encerrou o diálogo com o movimento sindical e priorizou o diálogo e o favorecimento com os capitalistas que deram sustentação ao governo tucano.

O Ministério do Trabalho, interlocutor com o movimento sindical, foi esvaziado e o órgão responsável pela interlocução com os movimentos sociais deixou de priorizar a sua função. Enquanto isso, alguns setores da mídia potencializaram a criminalização do movimento sindical, colocando a reforma sindical no centro do debate e da solução dos problemas nacionais, promovendo a divisão de uma unidade que levou anos para ser construída”, disse.

CSB

54 visitantes leram este post

Angra dos Reis foi o pior município de geração de emprego em maio

25 junho, 2013 às 11:02 por Fernando LOBO

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego, relativo ao mês de maio, saiu na sexta-feira (21), mas só hoje eu tive tempo de fazer as análises.

Infelizmente, a minha querida e amada Angra dos Reis, cidade que o meu avô Dr. Moacyr de Paula Lobo já governou por duas vezes nos anos 50, não passa por bons momentos.

No ranking de maio do MTE, referente a evolução do emprego formal em municípios com mais de 30.000 habitantes do estado do Rio de Janeiro, Angra ficou em último lugar.

Vamos aos números:

Maio/2013

O setor que mais desempregou no município foi a construção civil, com saldo negativo de 264 empregos celetistas, seguido da indústria de transformação, que teve um saldo negativo de 198 empregos celetistas.

Já o setor de serviços, gerou um saldo positivo de 23 postos de trabalho, seguido da agropecuária, com saldo positivo de 5 postos de trabalho.

No geral, somando os saldo de todos os setores da economia formal, Angra ficou com saldo negativo de 434 postos de trabalho.

De janeiro a maio/2013

No acumulado do ano, a evolução de emprego por setor de atividade econômica do município ficou assim:

A indústria de transformação teve um saldo negativo de 357 postos de trabalho, seguido do comércio, que teve um saldo negativo de 153 postos de trabalho.

A construção civil teve um saldo positivo de 310 postos de trabalho, seguido da agropecuária, com saldo positivo de 107 postos de trabalho.

No ranking dos municípios acima de 30 mil habitantes em 2013, Angra dos Reis ficou em 32º, com saldo negativo de 63 postos de trabalho.

Espero que meu amigo Leandro Silva, atual vice-prefeito, converse com o secretário municipal de Trabalho e também com a prefeita Conceição Rahba, para resolver o problema do desemprego no município. Afinal, o PDT tem a pasta do Ministério do Trabalho e Emprego e o PT tem a Presidência da República.

49 visitantes leram este post

Secretários do Trabalho pedem reestruturação da rede Sine

9 maio, 2013 às 18:48 por Fernando LOBO

Reestruturar a rede do Sistema Nacional de Emprego (Sine) para que seja criado um sistema público de apoio ao trabalho, emprego e renda no país. Esse é o principal tema a ser debatido na reunião do Fórum Nacional de Secretários de Trabalho (Fonset), promovido no Rio de Janeiro.

De acordo com o presidente do Fonset, Luiz Claudio Romanelli, secretário do Trabalho, Emprego e Promoção Social do Paraná, é preciso redefinir o modelo do atendimento ao trabalhador nos 1.500 postos da rede Sine em todo o país, que atualmente é “muito precário” e “varia muito de estado para estado”.

“Nós queremos articular um projeto de lei de iniciativa do Ministério do Trabalho, do Poder Executivo Federal, para definir claramente o papel da União, dos estados e dos municípios e a forma que se dá o cofinanciamento. Ou seja, criar um sistema único do trabalho, e daí poder articular as ações de intermediação da mão de obra e poder fazer de fato a habilitação do trabalhador que requer o seguro-desemprego”.

O Sine foi criado em 1975 para intermediar a contratação de mão de obra, organizar um sistema de informações sobre o mercado de trabalho, identificar o trabalhador e oferecer subsídios para programas de qualificação profissional. A administração da rede é feita pelo Ministério do Trabalho, que mantém convênios com os estados e alguns municípios. Mas, segundo Romanelli, os recursos transferidos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) diminuíram 78% na última década e a rede está fragilizada.

“O nosso desafio é fazer com que esse trabalhador desempregado saiba aonde está a vaga, tem que aproximar esse trabalhador. Por isso que um posto do Sine ou uma agência do trabalhador é fundamental para fazer com que o trabalhador não só vá requerer o seu benefício do pagamento do seguro-desemprego, mas que ele possa ter ali também um curso de qualificação profissional, que ele possa ter a vaga no mercado de trabalho e, muitas vezes, adequar o trabalhador à vaga”.

A reestruturação do Sine já está sendo debatida no governo.

Romanelli explica que a reunião do Fonset vai debater também formas de contribuir para a qualificação profissional, dentro do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec), do governo federal.

“O governo federal agiu muito corretamente em poder contratar quem de fato entende de qualificação que é o sistema S, mas, ao mesmo tempo, nós temos que aproximar esta área de educação para o trabalho do mundo do trabalho, ou seja, promover um encontro para poder dar mais efetividade nesta política de qualificação profissional”. Sistema S é o conjunto de 11 instituições de categorias profissionais, como o Senar, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e o Senai, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.

A abertura do evento ocorre hoje à noite, com a presença do ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias. As reuniões técnicas ocorrem amanhã, no Windsor Hotel da Avenida Atlântica, em Copacabana.

Agência Brasil

19 visitantes leram este post

CCJ proíbe consulta sobre condição financeira de empregado antes de contratar

8 maio, 2013 às 14:52 por Fernando LOBO

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou hoje (8) projeto de lei que proíbe a consulta a banco de dados e cadastro de proteção ao crédito durante a seleção e admissão de empregados. De autoria do senador Mário Couto (PSDB-PA), a proposta fixa multa que pode chegar a R$ 1 milhão no caso de descumprimento da norma.

O relator da matéria na CCJ, deputado Vieira da Cunha (PDT-RS), modificou o texto original para acrescentar à proposta a alteração à Lei da Discriminação no Emprego (9.029 de 1995). O relator incluiu entre o rol das proibições prevista na lei a discriminação por restrições de crédito. A pena prevista é detenção de um a dois anos, e pagamento de multa.

De acordo com a proposta, se constatada a consulta sobre a situação de crédito do candidato a uma vaga de trabalho, o Ministério do Trabalho poderá fixa multa entre R$ 10 mil e R$ 1 milhão. A multa, segundo o texto, não inviabiliza o pagamento de indenização por danos morais ao candidato que poderá ser de até dez vezes o valor do salário oferecido.

A matéria segue agora para votação pelo plenário da Casa. Se forem confirmadas as modificações aprovadas na CCJ, o texto terá que passar por nova votação pelo Senado antes de ir à sanção presidencial.

Agência Brasil

9 visitantes leram este post

Caged registra 46 mil empregos em novembro

19 dezembro, 2012 às 16:36 por Fernando LOBO

Foram declaradas 1.624.306 admissões e 1.578.211 desligamentos no período; movimento deu continuidade à trajetória de crescimento do emprego

Em novembro, foram criados 46.095 empregos com carteira assinada no país, correspondentes ao crescimento de 0,12% em relação ao estoque do mês anterior, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira (19) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O movimento do período deu continuidade à trajetória de crescimento do emprego, apresentando pela terceira vez no ano um saldo superior ao do ano anterior. Foram declaradas 1.624.306 admissões e 1.578.211 desligamentos no referido mês.

No acumulado do ano, foram abertos 1.771.576 postos de trabalho, expansão de 4,67% no nível de emprego e, nos últimos doze meses, 1.369.108, correspondendo à elevação de 3,57%. Entre janeiro de 2011 a novembro de 2012, tomando como referência os dados da RAIS (que abrange os celetistas e servidores públicos federais, estaduais e municipais) e do CAGED, foram criados 4.013.852 empregos formais.

Setores – Segundo o Caged, apresentaram desempenho positivo no mês: Comércio, com 109.617 postos (+1,27%), sendo o terceiro melhor saldo para o período, e Serviços, com 41.538 postos (+0,26%). Por outro lado, os setores que apresentaram desempenhos negativos foram a Construção Civil, com baixa de 41.567 postos (-1,34%), decorrente, em parte, de atividades relacionadas à Construção de Edifícios (-15.577 postos) e Construção de Rodovias e Ferrovias (-8.803 postos), associados a términos de contratos e a condições climáticas; Agricultura, com retração de 32.733 postos (-1,98%), devido à presença de fatores sazonais negativos; Indústria de Transformação, com a perda de 26.110 postos (-0,31%), proveniente, em parte, dos ajustes da demanda das festas do fim do ano, queda menor que a ocorrida em novembro de 2011 (-54.306 postos ou -0,65%); Administração Pública, com baixa de 2.615 postos (-0,32%); Serviços Industriais de Utilidade Pública, com diminuição de 1.811 postos (-0,47%) e Extrativa Mineral, com queda de 224 postos (-0,10%).

Regiões – Os dados por recorte geográfico revelam expansão do emprego em três das cinco Grandes Regiões, sendo a Sul, com 29.562 postos (+0,41%); Sudeste, com 17.946 vagas (+0,08%), e Nordeste, com 17.067 empregos (+0,28%). As exceções ficaram por conta da Região Centro-Oeste (-14.820 postos ou – 0,50% ), cuja redução deveu-se ao desempenho negativo da Agricultura (-9.130 postos); da Construção Civil (-6.393 postos) e da Indústria de Transformação (-5.929 postos), e da Região Norte (-3.660 postos ou -0,21%), onde a Construção Civil( -3.371 postos) e a Indústria de Transformação (-2.084 postos) foram os principais setores responsáveis pela queda do emprego no mês.

Por Unidade da Federação, dezesseis obtiveram expansão do emprego. Os destaques positivos foram: Rio Grande do Sul (+15.759 postos ou +0,61%); Rio de Janeiro (+13.233 postos ou +0,36%); Santa Catarina: (+8.046 postos ou +0,42%); São Paulo (+7.203 postos ou +0,06%); Paraná (+5.757 postos ou +0,22%) e Bahia (+5.695 postos ou +0,34%).

Os estados que demonstraram as maiores quedas no nível de emprego foram: Goiás (-8.649 postos ou –0,75%), devido, principalmente, às atividades relacionadas ao complexo sucroalcooleiro; Mato Grosso (-5.910 postos ou -0,97%), decorrente, em grande parte, do desempenho negativo do setor Agrícola (-4.798 postos), e Minas Gerais (-4.435 postos ou -0,11%), desempenho proporcionado, em grande medida, pela queda do emprego no setor da Construção Civil (-9.917 postos, devido às atividades relacionadas à Construção de Edifícios, Rodovias e Ferrovias, que em conjunto, suprimiram mais de sei mil postos de trabalho) e da Agricultura (-6.225 postos).

MTE

13 visitantes leram este post

Alerj autoriza OSs a atuarem nos programas de emprego e renda

1 novembro, 2012 às 1:24 por Fernando LOBO

Os deputados estaduais aprovaram, nesta quarta-feira (31), a mensagem do Executivo que autoriza as organizações sociais a atuarem nos programas do Sistema Nacional de Trabalho e Emprego (Sine), principalmente no Balcão de Empregos.

O serviço realiza a captação de vagas, cadastro de trabalhadores, emissão de Carteira de Trabalho, requerimento de seguro desemprego e concessão de microcrédito. O projeto de lei 1.767/2012 foi aprovador por 34 a 8 votos. Houve duas abstenções.

O governador argumenta que atualmente as contratações de mão de obra são temporárias, feitas através de convênio com o Ministério do Trabalho. E, quando há desligamento de um funcionário, demora cerca de 45 dias para ele ser substituído, o que prejudica o serviço.

O deputado Luiz Paulo (PSDB) criticou a proposta e defendeu a realização de concurso público. “Com a entrada das OSs, esse povo do Sine, em muito pouco tempo, estará na rua da amargura. Agora, em vez do QI do candidato testado no concurso público, haverá o QI do ‘quem indica’”, argumentou.

O líder da bancada do governo, André Corrêa (PSD), defendeu que a contratação das OSs tornará os serviços mais eficientes.

Berenice Seara – Extra

21 visitantes leram este post

Ministério do Trabalho registra 150.334 novos empregos no mês de setembro

18 outubro, 2012 às 8:51 por Fernando LOBO

Mercado de trabalho mantém trajetória de crescimento. No acumulado do ano já foram gerados 1.574.216 empregos com carteira assinada

Os números do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apresentados nesta quarta-feira (17) pelo Ministério do Trabalho e Emprego demonstram um crescimento de 0,39% no estoque de empregos formais do País, com geração de 150.334 postos de trabalho com carteira no mês de setembro, mantendo a trajetória de expansão do emprego observada nos últimos anos. No acumulado do ano, ocorreu expansão de 4,15% no nível de emprego, equivalente ao acréscimo de 1.574.216 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 1.402.212 postos de trabalho, representando a elevação de 3,68%.

Os dados revelam que em praticamente todos os setores houve a expansão do nível de emprego no mês. Em termos absolutos, o destaque foi para a Indústria de Transformação (+66.191 postos ou +0,80%), a maior taxa de crescimento dentre os setores de atividade econômica, resultado muito próximo do verificado em setembro de 2011 (+66.269 postos ou +0,80%). A seguir veio o setor de serviços (+55.221 postos ou +0,35%); o Comércio (+35.919 postos ou +0,42%) e Construção Civil (+10.175 postos ou +0,33%). A Agricultura, por motivos sazonais, foi o único setor que registrou queda no emprego (-19.014 postos ou -1,13%), indicando, porém, uma redução na queda, comparativamente ao resultado de 2011 (-20.874 postos ou -1,21%).

Crescimento em todo país – No conjunto das nove Áreas Metropolitanas foram gerados 60.425 postos de trabalho, um crescimento de 0,38%. Em termos geográficos verificou-se expansão generalizada do emprego nas cinco Grandes Regiões, cabendo a liderança ao Nordeste (+71.246 postos), seguido do Sudeste (+43.749 postos), Sul (+24.731 postos), Centro-Oeste (+5.414 postos) e Norte (+5.194 postos).

Entre os estados, o destaque foi o estado do Alagoas (+27.572 postos ou +8,72%), a maior taxa de crescimento no mês, entre todas as UFs. A seguir vieram São Paulo (+26.339 postos ou +0,21%), Pernambuco (+18.890 postos ou +1,46%), Rio de Janeiro (+15.863 postos ou +0,43%) e Paraná (+9.559 postos ou +0,37%).

O CAGED é um registro administrativo sobre movimentação do emprego formal (celetista) e sua divulgação é feita pelo MTE mensalmente. De acordo com a Lei, todos os estabelecimentos que apresentarem movimentação de trabalhadores no mês devem enviar ao órgão suas informações sobre admissões e desligamentos.

MTE

16 visitantes leram este post

Rio de Janeiro perde 10 mil postos de trabalho, segundo dados do Caged

21 setembro, 2012 às 6:40 por Fernando LOBO

O estado do Rio de Janeiro perdeu 10.240 postos de trabalho com relação a agosto de 2011, conforme gráfico abaixo.

Em agosto de 2012, segundo os dados do CAGED, no estado do Rio de Janeiro foram gerados 9.628 empregos celetistas, equivalentes à expansão de 0,26% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Tal crescimento deveu-se, principalmente, aos saldos dos setores de Serviços (+4.575 postos), da Construção Civil (+3.101 postos) e do Comércio (+1.142 postos).

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros oito meses do corrente ano, houve acréscimo de 117.456 postos (+3,29%).

Nos últimos 12 meses, verificou-se elevação de 5,07% no nível de emprego ou +177.724 postos de trabalho.

Comportamento do emprego segundo Setores de Atividade Econômica:

A Região Metropolitana do Rio de Janeiro registrou expansão de 8.903 empregos formais (+0,32 %).

MTE

21 visitantes leram este post

Empregadores ameaçam deixar Conferência do Trabalho Decente

11 agosto, 2012 às 7:36 por Fernando LOBO

As atividades da 1ª Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente foram paralisadas na tarde de ontem (10) por causa de um impasse envolvendo a bancada dos empregadores, que ameaçam deixar o encontro. Os trabalhos continuam interrompidos. Uma comissão de representantes das centrais sindicais se reúne com o ministro do Trabalho, Brizola Neto, para tentar um acordo que permita a retomada do evento, interrompido desde as 14h, quando uma parte dos delegados não retornou do almoço – foi quando representantes dos empresários conversaram com Brizola Neto, além do secretário de Relações do Trabalho, Manoel Messias, e o coordenador-geral da conferência, Mario Barbosa. A reunião que buscava um acordo foi interrompida às 20h e será retomada hoje (11) cedo.

Os motivos da insatisfação não foram até agora esclarecidos. Os delegados dos empregadores estão concentrados em um pavilhão ao lado daquele no qual são realizados os debates, aguardando uma definição. Segundo o diretor-técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, os empresários manifestaram “incômodo” com o andamento das discussões, por uma suposta dificuldade de encaminhar posições da base patronal. “E eles levaram esse desconforto ao ministro”, comentou, em reunião das bancadas dos trabalhadores e da sociedade civil.

A proposta das centrais, para tentar um acordo que garantisse a continuação do encontro, é formar um grupo de trabalho que seria responsável por um documento a ser levado e votado na plenária final, amanhã. A avaliação dos sindicalistas é de que a bancada dos trabalhadores tem maioria para aprovar consideradas fundamentais, como a proposta de redução da jornada de trabalho e o combate ao interdito proibitório e a outras práticas antissindicais

Rede Brasil Atual

13 visitantes leram este post

Ministério do Trabalho vai atualizar regras para criação de sindicatos

10 agosto, 2012 às 0:51 por Fernando LOBO

O ministro do Trabalho, Brizola Neto, afirmou aos líderes sindicais nos últimos dias que até o fim do ano o governo vai “atualizar” e “reformar” as regras para a homologação dos sindicatos no país.

Conforme as centrais sindicais, Brizola Neto tem afirmado que considera os processos adotados pelo ministério como pouco rigorosos. Os critérios — ou falta de critérios, como criticam os próprios sindicalistas — adotados pelo Ministério do Trabalho tem criado disputas e desavenças entre as centrais sindicais.

A mais recente disputa envolve a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a maior do país, e a União Geral dos Trabalhadores (UGT), a terceira maior central do país. Nos últimos dias, o Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Atacadista e Varejista de Material de Construção de São Paulo (Sintramac), uma entidade ligada à CUT, ingressou com um pedido de registro sindical (nº 46219.004061) junto ao ministério.

O Sintramac já tinha tido seu pedido de assembleia para criação do sindicato negado pela Justiça paulista, em julho de 2009, mas na documentação encaminhada ao governo os dados indicam que a situação é regular. Como a legislação trabalhista brasileira prevê que uma categoria só pode ser representada por um único sindicato em cada município, e em São Paulo, esses trabalhadores são representados pelo Sindicato dos Comerciários de São Paulo, ligado a UGT, a sinalização do Ministério do Trabalho de que aprovaria o Sintramac criou uma cisão entre as centrais.

O secretário de Relações do Trabalho, Manoel Messias, empossado por Brizola Neto há dois meses, era diretor da CUT. Na reunião com o ministro realizada ontem, os líderes da UGT criticaram a prática da central rival, de filiar um sindicato que não têm respaldo legal para existir, na esperança de que os critérios do governo dariam o sinal verde para a entidade.

Do outro lado, um líder nacional da CUT afirmou ao Valor que “esta estratégia foi criada pela UGT, que cresceu desta forma”. Às centrais importa ter um número elevado de sindicatos filiados porque isso amplia o volume de imposto sindical embolsado pelas entidades. O equivalente a 10% do imposto sindical, recolhido junto a todos os 44 milhões de trabalhadores formais do país, é repartido pelas centrais sindicais, e o critério de repartição dos recursos leva em conta o tamanho de cada entidade.

Valor

20 visitantes leram este post

Ministro Brizola Neto abre a I Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente

8 agosto, 2012 às 7:55 por Fernando LOBO

Emprego e Trabalho Decente serão tema de Conferência Nacional

A política nacional de emprego e trabalho decente terá ampla discussão esta semana em Brasília. Trata-se da I Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente (I CNETD), coordenada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), com o lema “Gerar Emprego e Trabalho Decente para Combater a Pobreza e as Desigualdades Sociais”. Representantes do governo, empregadores e trabalhadores estarão reunidos para debater e analisar propostas oriundas de Conferências Estaduais, ocorridas no segundo semestre de 2011. O evento será realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

A I CNETD é a reta de chegada de um amplo processo de diálogo social em todo o território nacional sobre as políticas públicas de trabalho, emprego e proteção social e foi precedida de Conferências estaduais e que contaram com processos preparatórios municipais e intermunicipais. Nestes debates foram aprovadas 3.637 propostas que depois de consolidadas em um relatório final, foram resumidas em 637 propostas a serem debatidas na Conferência Nacional.

As propostas estão divididas em quatro eixos: Princípios e Direitos; Proteção Social; Trabalho e Emprego e Diálogo Social. Cada eixo será subdividido em grupos temáticos, somando 12 no total.

EIXOS TEMÁTICOS DA I CNETD

1 – Princípios e Direitos
ƒ Igualdade de oportunidades e de tratamento, especialmente para jovens, mulheres e
população negra;
ƒ Negociação Coletiva;
ƒ Saúde e Segurança no Trabalho;
ƒ Política de valorização do salário mínimo.

2 – Proteção Social
ƒ Prevenção e erradicação do trabalho infantil;
ƒ Prevenção e erradicação do trabalho escravo e do tráfico de pessoas;
ƒ Informalidade; e
ƒ Migração para o Trabalho.

3 – Trabalho e Emprego
ƒ Políticas macroeconômicas e de investimento para a geração de mais e melhores
empregos;
ƒ Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda e educação profissional;
ƒ Micro e pequenas empresas, empreendedorismo e Políticas Públicas de
Microcrédito;
ƒ Cooperativas;
ƒ Empreendimentos de economia solidária;
ƒ Emprego rural e agricultura familiar;
ƒ Empresas sustentáveis; e
ƒ Empregos verdes e desenvolvimento territorial sustentável.

4 – Fortalecimento dos Atores Tripartites e do Diálogo Social como instrumento da governabilidade
democrática.
ƒ Mecanismos e instâncias de Diálogo Social.
MARIO BARBOSA
Coordenador Geral da I CNETD

Para o coordenador-geral da I CNETD, Mário dos Santos Barbosa, a Conferência representa um marco histórico sobre o assunto. “Considerando a abrangência da temática e as propostas que emergiram no processo das conferências realizadas em todo o território nacional e que estarão em debate na I CNETD, podemos afirmar que se trata de uma experiência sem precedentes no Brasil e no mundo. Trata-se de um amplo processo de sensibilização dos atores do mundo do trabalho, em relação ao conceito de trabalho decente que deve nortear o processo de construção do futuro das relações de trabalho em nosso País, na perspectiva da superação da miséria e das desigualdades sociais”, afirma o coordenador-geral.

Participam dos trabalhos cerca de 1.250 delegados dos quais 30% são representantes do poder executivo; 30% do setor empregador; 30% de trabalhadores, 10% de representantes de outras organizações da sociedade civil e cerca de 250 participantes na qualidade de convidados e de observadores.

Os resultados finais da I CNETD servirão para subsidiar as políticas públicas de governo, nos próximos anos, sobre trabalho emprego e renda.

SERVIÇO:

Assunto: I Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente (I CNETD)

Data: 08/08/2012

Horário: 16h

Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães (SDC Eixo Monumental – Lote 05)

MTE

34 visitantes leram este post

Brizola Neto tem planos ousados para fortalecer o Ministério do Trabalho, diz Neto

2 agosto, 2012 às 23:36 por Fernando LOBO

O ministro do Trabalho, Brizola Neto, tem planos ousados para reestruturar, modernizar e fortalecer o Ministério do Trabalho. Está foi a afirmação do presidente da Central Sindical de Profissionais (CSP), Antonio Neto, logo após a audiência realizada na manhã desta quinta-feira (02), em Brasília.

“O ministro tem muita clareza política, disposição e ideias revolucionárias para recuperar o papel preponderante do Ministério do Trabalho, especialmente no pano de qualificação profissional, relações do trabalho e proteção dos direitos trabalhistas”, disse Neto.

A direção da CSP foi recebida nesta quinta-feira na primeira audiência oficial pelo Ministro do Trabalho. “Fomos apresentar nossas credenciais para o ministro e reafirmar nossa disposição e compromisso em contribuir com o processo de recuperação do MTE, instrumento fundamental para a classe trabalhadora, principalmente na fiscalização e aplicação das conquistas dos sindicatos”, destacou o Neto.

Além disso, a direção da CSP levou também a sua solidariedade ao ministro contra os ataques gratuitos e levianos que ele sofreu na última semana. “Não podemos aceitar passivamente que as honras das pessoas sejam atacadas e vilipendiadas. Brizola Neto tem uma história, é competente e está trabalhando duro para recuperar o ministério do processo de desmonte que foi submetido. Ele conta com todo o nosso apoio e solidariedade”, disse Neto.

Blog do Neto

30 visitantes leram este post

  • juegos de vestir nuevos y lindos 2011
  • garlic cheddar biscuits bisquick
  • lujan farmacias turno
  • veena drama 20 episode
  • kontiki zürich bar
  • quine justification
  • pennsville memorial high school football
  • kidco peapod plus p203 quicksilver
  • post partial gastrectomy syndrome
  • power mac g5 headless
  • much does storm shadow missile cost
  • julie vollmer burroughs
  • microvascular society
  • sharpie dye wig tutorial
  • php to usd historical exchange rates
  • desene mica sirena limba romana
  • sprüche klare gedanken
  • hotel mirage viareggio italy
  • inwood theater dallas texas showtimes
  • gula ungbarna
  • springwood slasher youtube
  • salen espinillas por el chocolate
  • alimentos que tengan calcio y potasio
  • musikschule 2.0 musik machen verstehen
  • 73 jeepster commando
  • brisbane rainfall 28 day forecast
  • hana 30 days iceye brown review
  • cloture touraine
  • know if you have bipolar disorder depression
  • streeter and sarah
  • optique -sergent maroc
  • locators mobilising armies
  • thessaloniki yellow pages
  • godziny nadliczbowe wynagrodzenie urlopowe
  • haywire knot tool
  • derivada e ala x
  • unruhiger schlaf 7 monate
  • bigalow funeral home muskogee
  • nvidia 9600m gt specification
  • g510 magicka
  • zeolitas aplicaciones agricultura
  • mohican gas
  • gainey arabians va
  • shapely python 3
  • readable extension
  • uploadify io error 2038 asp.net
  • tweak your myspace
  • gotomeeting live support
  • kodak endura metallic paper inkjet
  • timely manner legal definition
  • waimea the big island hawaii
  • mentality soja chords
  • bed frames drawers nyc
  • aig hawaii phone number
  • sowers jura wedding
  • hand voet mond ziekte volwassenen
  • howard yancy austin tx
  • ssh vandyke
  • friperie paris marais pas cher
  • definicion animales vertebrados e invertebrados
  • groundwater contaminated by sewage from a ruptured septic
  • matematica simboli insiemi
  • ds sont elles zonées
  • heinz 1 carb ketchup uk
  • amano mjr 8000 ribbon
  • can americans adopt russian children
  • cruelty youtube
  • location gites mayenne 53
  • quilter tom russell
  • nyk f sygehus
  • reu nsf programs
  • 2010 toyota 4runner headrest dvd player
  • kos dailey
  • aconcagua incas
  • applying social security benefits age 66
  • kincade skyfall sean connery
  • england world cup squad 2010 algeria
  • dobitie kreditu orange
  • orbital paths of planetary bodies
  • surveyor sv 264 ultra lite
  • orozco maryland physics
  • the punisher pc uncut patch
  • sellos para cilindros neumaticos
  • loggerhead bionic wrench review
  • antioch 117 school district
  • estilos visuales 7 para xp
  • cerrado plantas medicinais
  • gondola cruises of newport beach
  • secret service investigates
  • openair gampel tickets gewinnen
  • catolico tradicionalista ngo
  • westerwald unterkünfte
  • forming 4130 steel
  • ack e-04 406 mhz elt kit
  • 7111 woodmont avenue
  • headland promontory
  • fulton devlin louisville ky
  • jerri lyons final passages
  • ruby and max videos
  • tootsie roll shot grape pucker
  • libro aprendizaje inteligente gratis
  • fong and chan architects fca
  • tatil 30 ağustos
  • dorfman the method in chess
  • efeito heroina causa
  • condon femenino ventajas
  • faces ghosts windows
  • ridiculous quotes people
  • trapianto autologo cellule staminali mieloma multiplo
  • fourmis jeux flash
  • opinie o perfecta mama
  • macalester registration times
  • dambusters museum raf scampton
  • standoff on facebook
  • best over counter stye treatment
  • guerre grand malheur pauvres garcons
  • psychoanalysis for generalized anxiety disorder
  • wifi peephole security camera
  • tyr lay thrym youtube
  • dis danish institute study abroad
  • zimbra lyrics translation
  • descargar alis xunta
  • sands stillborn neonatal death charity
  • metra xvi -6522
  • vivien sears realtor
  • famiglia berlusconi albero genealogico
  • disegni per bambini da colorare gratis disney
  • iskcon london 40th anniversary
  • xps 035 pb ds
  • 355 usd to gbp
  • bjc jobs in stl mo
  • agencia diaz cajamarca
  • drew jacoby height
  • rua prudente moraes 3057
  • jammers bemidji mn
  • unida great divide rar
  • salaire horeca 302
  • chaos tunnels quest rs
  • ricambi yamaha xt 600 43f
  • monessen gas fireplace thermocouple
  • ifr buyouts
  • model soldiers to paint
  • hiperfect transfection qiagen
  • abuses and uses of media
  • mainan bayi umur 8 bulan
  • hypo leasing srbija polovni automobili
  • simuladores karaoke
  • massaging zero gravity recliners
  • memebase your argument is invalid
  • mdadm raid5 create
  • les 12 coups de midi le jeu sur internet
  • redoute en france
  • avid juicy 3 sl
  • peachtree city nws radar
  • luis galindo latin american 2
  • morgantown residence inn
  • less reactive emotionally
  • undertaker wrestlemania 29 entrance
  • colon and list of questions
  • trigun 7 english
  • holman quicksource guide dead sea scrolls
  • partido francia colombia sub 20
  • aorta ascendente 44mm
  • neuro ortho
  • o que é equação de terceiro grau
  • visite arsenal toulon journée du patrimoine
  • termination 20 weeks pregnancy
  • hispanic chamber commerce fort worth tx
  • faye wong discography wiki
  • love wild casting call
  • location agence barroso
  • doty hench insurance
  • tercel awd
  • nutrisystem 6 week plan weekends off
  • human beta globulin gene
  • martingale and bridle
  • les titres du nouvel album de rihanna loud
  • klassieke staande klokken
  • michelle obama disbarred extortion 1993 snopes
  • jaclyn stein helwani
  • verifone mx 880 screen resolution
  • 9 innings use cards
  • videothek hannover video buster
  • 101 worry-free hcg diet recipes linda prinster
  • catv bismarck nd
  • covered short straddle
  • polish turd mythbusters episode
  • grossiste quincaillerie tunisie
  • limoncello over ice cream
  • b&b avola terrazza sul mare
  • 2d equilateral triangle
  • melanie jordan midwife
  • download provas objetiva concursos
  • nokia 6233 youtube application
  • tualatin hospital meridian park
  • proteinas on 100 whey gold
  • por escrito en ingles
  • restaurant beaujolais et saucisson rueil malmaison
  • haas business undergraduate requirements
  • dusk cubist castle wiki
  • molloy college science fair
  • kap yi gei dik sun
  • b&w p5 tweeter replacement
  • windbg trace stack
  • taverns united states
  • adil haque yale
  • prostar 100 whey protein review
  • cioccolato esselunga top
  • bunnymen band
  • ainsworth on attachment theory
  • marantz 4140 amp
  • simi costco gas
  • jaeger lecoultre atmos clock 528-8
  • there's something water myvideo
  • us army humvee tm
  • eastport tavern jacksonville fl
  • 5 ejemplos patrimonio cultural peru
  • mysql join update example
  • tuberias de agua juegos
  • ut99 mods
  • bayliss transseptal
  • sri lanka current time date
  • flüsse und gebirge von nordrhein - westfalen
  • wimpy javascript
  • pendant que les champs paroles
  • spectrobes ultimate returns release date
  • jessop robinson
  • lab32 architecten
  • jamie cullum we run things lyrics
  • correct spelling flier or flyer
  • f5 sharepoint 2007
  • shoop ufc
  • dc cupcakes three-minute ganache
  • pace 5x8 enclosed trailer for sale
  • mcgrath real estate leichhardt nsw
  • sinx tanx integral
  • entities data modeling
  • learned is a word
  • keds uk buy online
  • fruit growing zones usa
  • 7 howey street gisborne
  • saran buat pengguna narkoba
  • jestem bogiem 2
  • carburateur 205 double corp
  • mujeres asesinas libro wiki
  • ani difranco evolve
  • symphony no. 3 vittorio giannini
  • binomio de newton en wikipedia
  • kelly mcgrath pearson
  • madcon feat. ameerah - freaky like me tekstowo
  • cartwright toronto lighting stores
  • mercadotecnia valores eticos
  • open iptv paketi cenovnik
  • nqf serious reportable events 2011
  • lectio login esbjerg gymnasium
  • changeling define
  • novus ying ong
  • von grund auf duden
  • finanzamt dresden 1 telefon
  • flex sort arraycollection dataprovider
  • impact factor jcb 2010
  • guerin knobs
  • dsm iv diagnostic criteria depressive disorder nos
  • canali circolo tennis
  • ador lazar lifespring financial
  • fortunes men anglo saxon
  • plush meaning and definition
  • handcent sms 3.9.9 apk
  • hierbas chilenas medicinales
  • current assets current liabilities ratio analysis
  • lindeberg yhtiöt
  • nrp at ucsf
  • bakugan mechtanium surge episode 39 english dub
  • juifs musulmans porc
  • northwood realty freedom pa
  • torr 1 mmhg
  • havo profiel natuur techniek
  • decoracion habitaciones matrimoniales feng shui
  • ribbons sparkles
  • berta emlak
  • wolf's rain requiem
  • beautyrest 2 memory foam topper cool fusion
  • foyer penning biermann bach
  • difference between productive and non productive cough
  • shadow of chernobyl walkthrough x18
  • flashed ati 5870 mac
  • husband xmas gifts
  • kosciol krzyza sw warszawa
  • preterito mais que perfeito composto exercicios
  • 271 ingersoll rand
  • doc truyen ngan thuan ngan ai muoi
  • spesifikasi zte light tablet
  • town markham garbage collection
  • blenders vitamix vs blendtec
  • tennessee titans have hands full
  • ift dc office
  • wada lebanon
  • defesa advogado
  • jse surplus uppers any good
  • itin scale co
  • sleigh tom
  • giddy hall cheshire
  • corin redgrave imdb
  • photography campbellsville ky
  • how to grow a life plant in sims 3
  • ncbi genbank blast
  • admission forms government college women ludhiana
  • ya venden mw3 en barcelona
  • skrillex porter robinson zedd pomona
  • fusion salon invermere
  • 42 plasma tv 1080p
  • newspaper articles 2011 global warming
  • bella's tarts and candles
  • recorridos omnibus cordoba argentina
  • prophylactic endarterectomy
  • raros fenomenos climaticos
  • online aangifte auto inbraak
  • pomeranian puppies for sale in pa under 300
  • rentas 3ra categoria
  • hello kitty colors 35th anniversary
  • orange bowl 2013 tickets
  • jean alves hilario
  • synastry william kate
  • expansion laplace
  • redmon contemporary country hamper
  • cruises small ships mediterranean
  • delete asm diskgroup
  • typology violence
  • compositing xfce4
  • global hectares ecological footprint
  • donnas vh1
  • zacatecas ubicacion mapa
  • radio positiva fm 98 9
  • skyway valet parking auckland airport
  • 2005 newell motorhome
  • dancewear niagara st catharines
  • plank urban meaning
  • titan 447 airless paint sprayer
  • secologanin dimethyl acetal
  • nuovo dizionario etimologico zanichelli